Em decorrência dos ataques, RN terá reforço de 1.200 militares a partir dessa semana

notícias-esmeralda-rn-site
O governador do RN, Robinson de Faria (PSD), anunciou que o  estado receberá mil homens do Exército e 200 fuzileiros navais para atuar nas ruas durante esta semana. O RN tem sofrido uma onda de atentados que servem como resposta do crime organizado ao trabalho do governo de instalar bloqueadores de sinal de celular nos presídios.
O presidente interino Michel Temer autorizou neste domingo (31) o envio de tropas do Exército para ajudar a garantir a segurança da população no Rio Grande do Norte, em meio aos recentes ataques a ônibus e prédios públicos, cometidos, segundo o governo local, em retaliação à instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, em Natal.
A autorização foi assinada por volta das 18h atendendo a pedido do governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria. Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, os militares serão enviados para “auxiliar as forças de segurança do Estado”, que, desde sexta-feira (29), registrou 54 ocorrências de vandalismo e depredação, a maioria de incêndios a ônibus. Também há registros de disparos contra prédios públicos e explosivos em uma agência bancária.

Segundo a assessoria do Planalto, ainda não foram definidos a quantidade de militares nem a origem das tropas que serão enviadas ao estado. Pelo menos 52 pessoas já foram detidas, suspeitas de participação nos atentados, entre elas um traficante que é apontado como articulador dos ataques pelo Setor de Inteligência da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte.

Fonte: Novo Jornal

Voltar
Mais Notícias: